A gestão do conhecimento nas organizações - ISO 30401: 2018

Carga Horária
15 horas
Modalidade
Formação Profissional
Preço
200 €   (isento de IVA)

Apresentação

É comummente aceite que o conhecimento e a sua gestão sistematizada e organizada, aumenta a probabilidade de sucesso das organizações, bem como a sua capacidade de se diferenciar da concorrência. É comummente aceite que o conhecimento das organizações, apesar das suas diversas fontes, tem a sua principal origem em dois tipos de atores: clientes e colaboradores da organização.
Para além da experiência do quotidiano, há estudos que comprovam uma forte relação entre a gestão do conhecimento e a competitividade e, consequentemente, os resultados económicos. A gestão do conhecimento tem também um impacto positivo na motivação dos colaboradores, na diferenciação relativamente à concorrência, numa maior agilidade de resposta ao mercado e redução de custos.
Esta ação pretende dar a conhecer os aspetos críticos da gestão do conhecimento, e proporcionar metodologias e ferramentas para a gestão do conhecimento, de acordo com a sua criticidade.
A intenção da Norma ISO 3041:2018 é definir princípios e requisitos sólidos de gestão de conhecimento:
a) como orientação para organizações que buscam ser competentes na otimização do valor do conhecimento organizacional;
b) como base para a auditoria, certificação, avaliação e reconhecimento dessas organizações competentes por órgãos de auditoria interna e externa reconhecidos.
0.2 A importância da gestão do conhecimento
a) O objetivo do trabalho é produzir resultados valiosos. Resultados valiosos são derivados do conhecimento aplicado. O conhecimento organizacional está se tornando um diferencial importante para a eficácia, maior colaboração e competição.
b) O trabalho do conhecimento é cada vez mais importante em muitas sociedades e organizações. Muitas economias aspiram a se tornar economias do conhecimento, onde o conhecimento é a principal fonte de riqueza. Nesse contexto, o conhecimento se torna um ativo fundamental para as organizações. O conhecimento é especialmente importante em muitas áreas: permite a tomada de decisões eficazes, apoia a eficiência dos processos e contribui para a sua melhoria, cria resiliência e adaptabilidade, cria vantagem competitiva e pode mesmo tornar-se um produto por si só.
c) Um maior acesso ao conhecimento criará oportunidades para o desenvolvimento profissional das pessoas da organização por meio de aprendizado, práticas e intercâmbios.
d) As organizações não podem mais contar com a difusão espontânea de conhecimento para acompanhar o ritmo das mudanças. Em vez disso, o conhecimento deve ser deliberadamente criado, consolidado, aplicado e reutilizado mais rápido do que a taxa de mudança.
e) Organizações geograficamente dispersas e descentralizadas, conduzindo os mesmos processos e entregando os mesmos serviços em vários locais, podem obter uma enorme vantagem por meio do compartilhamento de práticas, conhecimento e aprendizado além das fronteiras organizacionais.
f) O desgaste e a rotatividade da força de trabalho na sociedade atual têm implicações para a gestão do conhecimento. Em muitas organizações, o conhecimento crítico é frequentemente isolado e / ou retido por especialistas, correndo o risco de ser perdido quando a organização muda ou esses especialistas saem.
g) A gestão eficaz do conhecimento apóia a colaboração entre diferentes organizações para atingir objetivos compartilhados.